Saldo do FGTS: Como Consultar o Valor em 2024?

Veja duas maneiras fáceis de consultar o saldo do Fundo de Garantia, e confira algumas situações que permitem o saque dos valores.

O FGTS, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, funciona como uma reserva financeira, sendo um direito do trabalhador com carteira assinada. A cada mês há o depósito do Fundo de Garantia, correspondentes a 8% do salário bruto.

Os trabalhadores que quiserem consultar seu saldo do FGTS em 2024 podem utilizar duas maneiras principais, isto é, por meio do aplicativo FGTS e através do internet banking da Caixa Econômica Federal.

Usando o aplicativo FGTS, siga os passos:

  • Abra o aplicativo no seu celular;
  • Selecione “Meu FGTS” ou clique em “ver todas as suas contas”;
  • Por último, escolha a conta do FGTS que deseja visualizar o extrato.

Também é possível fazer a consulta por meio do internet banking da Caixa:

  • Acesse o endereço www.caixa.gov.br;
  • Selecione “Benefícios e Programas”;
  • Clique em “FGTS”;
  • Selecione “Extrato do FGTS”;
  • Informe os números do PIS e do CPF;
  • Digite sua senha;
  • Selecione “FGTS” e clique em “Extrato Completo”.

Saque do FGTS

O Fundo de Garantia apresenta aproximadamente 14 modalidades de saque. Dentre eles, há a liberação de valores em situações como demissão sem justa causa, aposentadoria, entre outras. Confira algumas situações que permitem a realização de saques do FGTS:

  • Demissão sem justa causa, pelo empregador;
  • Suspensão do Trabalho Avulso;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Término do contrato por prazo determinado;
  • Rescisão por falência, falecimento do empregador individual, empregador doméstico ou nulidade do contrato;
  • Rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior;
  • Aposentadoria;
  • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural;
  • Trabalhador com idade igual ou superior a 70 anos;
  • Permanência do trabalhador fora do regime do FGTS por três anos ininterruptos;
  • Aquisição de casa própria, liquidação ou amortização de dívida, como também o pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional;
  • Trabalhador ou seu dependente portador do vírus HIV;
  • Trabalhador ou seu dependente com câncer;
  • Trabalhador ou seu dependente em estágio terminal por doença grave.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.