Novos Beneficiários do Bolsa Família: Como saber se Fui Aceito?

Confira como a família pode descobrir se foi aceita no programa social, passando a receber o benefício mensalmente.

Após se inscrever no Cadastro Único, que é responsável por reunir várias informações de pessoas de baixa renda, será possível conseguir alguns benefícios, como o Bolsa Família. Contudo, não são todas as pessoas cadastradas que serão incluídas no programa social.

Quando há o acréscimo de novos beneficiários no Bolsa Família, a Caixa Econômica envia uma carta no endereço informado durante o Cadastro Único, para que a família saiba que foi aceita. Além disso, também é possível realizar a consulta através do aplicativo Bolsa Família.

O programa social repassa, a cada mês, uma nova parcela. Além de sacar o benefício, as famílias também podem movimentar as quantias através do aplicativo Caixa Tem. Por ele é possível acessar os valores depositados na Conta Poupança Social Digital, podendo fazer transferências, pagar contas, fazer PIX, tudo de forma simples pelo aplicativo.

O depósito do Bolsa Família é feito todos os meses, segundo a data estabelecida pelo calendário de pagamento do programa. Normalmente, os repasses são feitos nos últimos 10 dias úteis do mês, considerando o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

Como se inscrever no Bolsa Família?

A inscrição para participar do Bolsa Família pode ser realizada pelo responsável familiar em um CRAS, Centro de Referência da Assistência Social, mais próximo. Através do cadastramento, a família de baixa renda pode acessar vários programas sociais do governo, além do Bolsa Família.

É importante observar os critérios de cada um para conferir se tem direito a participar. Veja abaixo alguns dos principais benefícios liberados pelo Cadastro Único:

  • Minha Casa, Minha Vida; 
  • Identidade Jovem (ID Jovem); 
  • Isenção da taxa de inscrição do Enem; 
  • BPC – Benefício de Prestação Continuada; 
  • Auxílio Gás; 
  • Bolsa Família; 
  • Tarifa Social de Energia Elétrica; 
  • Programas Cisternas; 
  • Carteira do Idoso; 
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda; 
  • Telefone Popular; 
  • Isenção de Pagamento da Taxa de Inscrição em Concursos Públicos; 
  • Crédito Instalação; 
  • Carta Social; 
  • Serviços Assistenciais; 
  • Programa Brasil Alfabetizado; 
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural; 
  • Programa Nacional de Reforma Agrária; 
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário; 
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti); 
  • Água para Todos; 
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental); 
  • Bolsa Estiagem. 
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.