Aposentadoria INSS de 2024 terá novo sistema de pontos

O motivo para mudança se dá pela reforma da Previdência, que ocorreu em novembro de 2019

Se você faz parte do grupo de cidadãos que almeja se aposentar pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no ano que vem, é de suma importância estar por dentro das vindouras alterações que entrarão em vigor a partir de janeiro de 2024. Como bem sabemos, a idade mínima para solicitar a aposentadoria é um fator crucial, no entanto, outras dinâmicas relevantes também serão alteradas.

É bem verdade que o processo de requerimento da aposentadoria do INSS em 2024 varia de acordo com o período no qual o trabalhador iniciou as respectivas contribuições. Sendo assim, se elas começaram a ser realizadas antes da implementação da reforma da Previdência, que ocorreu em novembro de 2019, são aplicáveis as chamadas regras de transição. Caso as contribuições tenham início após a data informada, o requerente deve se pautar nas regras estabelecidas a partir desse período.

Regras de transição para a aposentadoria do INSS

Vale destacar que as normas de transição da autarquia previdenciária são válidas para os trabalhadores que iniciaram suas contribuições antes da reforma da Previdência, em novembro de 2019. Nesses casos, existe um sistema gradual de aumento da idade mínima para aposentadoria, resultando em certos benefícios. Levando em conta essa nova dinâmica, a idade mínima aumenta a cada novo ano, em um acréscimo de seis meses.

Funcionamento da regra de pontos

Na norma de pontos, a aposentadoria é obtida a partir da soma da idade do trabalhador com o tempo de contribuição. Todos os anos, o total necessário para concessão da aposentadoria por essa regra é reajustado para cima, exigindo um resultado maior na soma referida. Os postulantes à aposentadoria do INSS em 2024 precisarão atingir as condicionantes dessas novas contabilizações.

Neste sentido, as alternativas para se aposentar pelo INSS não passarão por alterações no ano que vem, permanecendo nas mesmas diretrizes e exigindo dos trabalhadores os critérios já conhecidos. Portanto, compreender essas modificações é fundamental para agir estrategicamente. Dito isso, fique atento e planeje-se para garantir uma aposentadoria tranquila e segura.

Pagamentos de dezembro de 2023 ainda vão começar

Recentemente, o INSS divulgou o cronograma de repasses que compete a este mês de dezembro. As datas levam em consideração o número final do cartão de benefício dos aposentados e pensionistas, sem considerar o último dígito verificador, que aparece logo depois do traço.

Segundo o órgão, 39.036.865 cidadãos são agraciados mensalmente pelo instituto. Desse total, 5.657.745 são benefícios assistenciais, e 33.379.120 previdenciários Ainda de acordo com o INSS, o número de pessoas que recebem até um salário mínimo é de 26.168.062. Já os que ganham acima do piso nacional somam 12.868.803. Com tudo isso em mente, a seguir, veja as datas previstas para dezembro de 2023:

Até um salário mínimo

  • Final 1: 21 de dezembro;
  • Final 2: 22 de dezembro;
  • Final 3: 26 de dezembro;
  • Final 4: 27 de dezembro;
  • Final 5: 28 de dezembro;
  • Final 6: 2 de janeiro de 2024;
  • Final 7: 3 de janeiro de 2024;
  • Final 8: 4 de janeiro de 2024;
  • Final 9: 5 de janeiro de 2024;
  • Final 0: 8 de janeiro de 2024.

Acima do piso nacional

  • Finais 1 e 6: 2 de janeiro de 2024;
  • Finais 2 e 7: 3 de janeiro de 2024;
  • Finais 3 e 8: 4 de janeiro de 2024;
  • Finais 4 e 9: 5 de janeiro de 2024;
  • Finais 5 e 0: 8 de janeiro de 2024.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.