Invasão hacker ao perfil de Janja resulta em notificação da AGU

A primeira-dama do Brasil, Rosângela Silva, teve sua conta pessoal do X hackeada na última segunda-feira (11).

A primeira-dama do Brasil, Rosângela Silva, conhecida como Janja, teve seu perfil no X (antigo Twitter) invadido por um hacker na última segunda-feira (11). Por conta disso, a Polícia Federal (PF) e a Advocacia-Geral da União (AGU) notificaram a rede social.

A AGU cobrou o congelamento da conta com o @JanjaLula até a conclusão das investigações e também a preservação de todos os registros e elementos digitais relativos à conta. A cobrança foi feita por meio de uma notificação extrajudicial.

Os responsáveis por terem hackeado a conta da primeira-dama estão utilizando o perfil indevidamente para cometer crimes contra a honra do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de acordo com o órgão do governo.

“Em caso de descumprimento das medidas solicitadas, fica reservado o direito de adoção de medidas judiciais necessárias para a proteção dos direitos violados, incluindo, mas não se limitando a, ações indenizatórias e representações criminais”, afirma o procurador-geral da União, Marcelo Eugênio Feitosa.

AGU notifica X por hackeamento de conta da primeira-dama

“A não observância das medidas ora requeridas será interpretada como lesão a direitos, inclusive por parte da plataforma, podendo ensejar a adoção das medidas judiciais cabíveis para ressarcimento de danos, bem como para a responsabilização civil e penal dos infratores”, diz o documento da AGU.

Após ter sido hackeado, o perfil de Janja foi visto com diversas mensagens de caráter misógino, xingamentos e ofensas. De acordo com a Polícia Federal, foi instaurado, pela Diretoria de Crimes Cibernéticos, um inquérito policial com o intuito de investigar a invasão ao perfil da primeira-dama.

A conta já foi bloqueada para novas publicações, e as informações da bio e posts antigos foram retirados. Na última terça-feira (12), Janja se pronunciou sobre o caso e afirmou que sofre constantemente com ataques de ódio e desrespeito.

“Na noite de ontem, os ataques de ódio e o desrespeito que eu sofro diariamente chegaram a outro patamar. Minha conta do X foi hackeada e, por minutos intermináveis, foram publicadas mensagens misóginas e violentas contra mim. Posts machistas e criminosos, típicos de quem despreza as mulheres, a convivência em sociedade, a democracia e a lei”, escreveu a primeira-dama. 

Ela também cobrou que as investigações sejam concluídas porque o “ódio, a intolerância e a misoginia precisam ser combatidos e, os responsáveis, punidos”. A conta de Janja no X possuía mais de 1 milhão de seguidores. A primeira-dama ainda fez questão de ressaltar: “O que eu sofri ontem é o que muitas mulheres sofrem diariamente”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.