Aprenda a conseguir até 65% de desconto na sua conta de luz

Poucos cidadãos sabem, mas é possível conseguir grandes abatimentos na fatura de energia elétrica todos os meses; saiba como

Como bem sabemos, a conta de luz costuma comprometer grande parte da renda de milhares de pessoas todos os meses. Por conta disso, é muito comum nos deparar com algum conhecido reclamando dos valores elevados, argumentando que passa o dia inteiro fora de casa mas, mesmo assim, a conta de energia elétrica vem mais cara do que o esperado.

Apesar de parecer algo óbvio, muitas pessoas não sabem que certos aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos consomem muita energia e, por conta disso, o valor da conta de luz costuma vir mais alto do que deveria. Pensando nisso, nesta matéria, confira algumas dicas para economizar e pagar menos pela tarifa de energia elétrica.

Valor da conta de luz depende da bandeira tarifária

Desde abril do ano passado, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vem mantendo a bandeira verde em vigência no Brasil, aliviando um pouco o bolso dos brasileiros. De modo geral, a bandeira tarifária verde não promove cobrança extra na conta de luz. Ou seja, os consumidores poderiam estar pagando mais caro caso a cor da bandeira tarifária fosse outra. Todavia, isso não exclui o fato de que os valores pagos nas contas de luz estão bem altos.

Vale mencionar que a tarifa de energia elétrica pesa, principalmente, no bolso das famílias de baixa renda, tendo em vista o pagamento mensal e ininterrupto. Pelo fato da despesa comprometer boa parte da renda, os riscos de ter a energia cortada por falta de pagamento são bem elevados.

Para que isso não se torne algo corriqueiro, o Governo Federal disponibiliza a Tarifa Social de Energia Elétrica, visando reduzir as dificuldades que as famílias mais vulneráveis enfrentam no país. Em síntese, as pessoas que têm direito ao benefício podem ter grandes descontos na conta de luz.

Critérios de elegibilidade

Cabe informar que apenas alguns grupos de pessoas podem desfrutar da iniciativa. Em suma, o consumidor que almeja aproveitar os benefícios da Tarifa Social deve atender um dos requisitos a seguir:

  • 1. Ter idade igual ou superior a 65 anos ou ser beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • 2. Estar devidamente registrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 660);
  • 3. Fazer parte de uma família inscrita no CadÚnico, com renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3.690), que tenha portador de doença ou deficiência grave que precise de uso permanente de aparelhos elétricos para o tratamento, procedimento médico ou terapêutico.

Logo, todo consumidor que se enquadrar em pelo menos um dos requisitos mencionados acima poderá solicitar a entrada na Tarifa Social. Os abatimentos do programa variam entre 10% e 65%, dependendo do quilowatts/hora (kWh) consumidos no mês.

Gasto mensalPorcentagem do abatimento
Consumo de 0 a 30 kWh/mêsDesconto de 65%
Consumo de 31 a 100 kWh/mêsDesconto de 40%
Consumo de 101 a 220 kWh/mêsDesconto de 10%
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.