Previsão do salário mínimo para 2024 é de R$ 1.421; entenda proposta

Novo valor, se aprovado pelo Congresso Nacional, representa um aumento de 7,7%

Como de praxe, o salário mínimo é reajustado todos os anos e, por conta disso, já é possível especular de quanto será o piso nacional para o próximo ano. Até o momento, não há um valor definido, muito menos sobre qual será o novo índice. Porém, uma proposta foi apresentada recentemente, que prevê o pagamento de R$ 1.421 aos trabalhadores brasileiros.

O texto foi apresentado oficialmente pela ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet. Atualmente, o valor repassado aos trabalhadores é de R$ 1.320. Com o potencial aumento, o reajuste será de R$ 101. Vale frisar que o índice representa um aumento acima da inflação. Assim, os trabalhadores formais do Brasil terão um ganho real no orçamento com o reajuste. Dito isso, a seguir, confira o que foi proposto pela chefe da pasta.

Detalhes sobre a proposta de reajuste do salário mínimo

Como mencionado anteriormente, o texto que prevê o reajuste salarial já foi apresentado pelo Governo Federal, e possui duas opções: a primeira, com o ganho real, é de R$ 1.421; enquanto a segunda, com reajuste baseado apenas na inflação, é de R$ 1.389.

A proposta com maior aumento é defendida pelo Governo Federal, fazendo parte das promessas de campanha do atual presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com o chefe do Executivo, a meta é que o reajuste acima da inflação seja praticado durante todos os anos do seu mandato.

A proposta atual foi enviada formalmente ao Congresso Nacional, onde passará por análise. Para ser aprovada e entrar em vigência, é preciso que a medida seja aprovada pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados. Ou seja, somente depois destas etapas que o projeto retorna para receber o aval presidencial.

Sendo assim, ainda não existe data para que a votação do projeto seja realizada. Contudo, tradicionalmente, o aumento costuma ser concedido durante o mês de março. Ao entrar em vigor, a alteração deverá impactar positivamente a economia brasileira, aumentando o poder de compra da população brasileira.

Entenda o cálculo que deve ser utilizado em 2024

Antes de entrarmos em detalhes, vale mencionar a linha do tempo. Em agosto deste ano, ocorreu mais uma mudança relacionada ao salário mínimo, com Lula sancionando a lei que alterou as normas para valorização do piso, que voltou a ter como objetivo dar aumento real todo ano aos trabalhadores e beneficiários de programas que utilizam o salário mínimo para o cálculo.

Portanto, na nova política, além da inflação projetada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) estimada para 2023 até novembro, o reajuste do piso salarial para o próximo ano considera o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois antes antes (no caso, 2022), que foi de 2,9%. Durante a gestão de Jair Messias Bolsonaro, a política de reajuste adotada levava em conta apenas a inflação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.