Gosto de infância: saiba o que aconteceu com o sorvete Yopa

Tendo seu auge na década de 1990, a marca de sorvetes Yopa era a maior concorrente da Kibon no Brasil. Mas, essa marca não existe mais atualmente

A Yopa, uma marca de sorvetes que se tornou popular nos anos 1990, consolidou sua presença entre os brasileiros graças à sua forte conexão com o público jovem. O sucesso da Yopa estava intimamente relacionado à sua oferta de sorvetes inovadores, incluindo o picolé Comics, com a imagem do Mickey, e o conhecido sorvete Sem Parar. O nome descomplicado e divertido, Yopa, também desempenhava um papel crucial na popularidade da marca.

A história da Yopa tem suas raízes na Alemanha, onde originalmente era chamada de Jopa, e foi comprada pela gigante de alimentos suíça Nestlé em 1960. Antes de chegar ao Brasil em 1972, a marca já havia se estabelecido em mercados de diversos países, incluindo Suíça, França, Espanha, Argentina, Chile e México.

yopa
Carrinho de sorvete Yopa. (Foto: reprodução/Mebuscar)

Sorvete Yopa

A marca trouxe inovações ao mercado brasileiro não apenas com sabores distintos, mas também ao introduzir linhas e formatos pioneiros de picolés, como os lolly pops, os jatinhos e os cones. Ao longo do tempo, a marca ampliou sua variedade de produtos, passando a produzir sorvetes destinados ao consumo como sobremesa, fortalecendo sua presença no mercado de distribuição.

Ela atingiu seu auge durante a década de 1990, quando consolidou uma fusão com a Gelato, uma marca da Unilever no Brasil. Após quatro anos de parceria, em 1994, a Yopa adquiriu integralmente a Gelato, emergindo como uma significativa concorrente da Kibon, outra marca amplamente reconhecida no cenário brasileiro naquela época.

No início do século XXI, a Yopa começou a enfrentar desafios, pois pesquisas de mercado apontavam para uma preferência crescente pelos produtos da própria Nestlé. Como estratégia de resposta a essa mudança, a Nestlé optou por uma substituição gradual da marca por sua própria identidade corporativa. Esse processo resultou no desaparecimento progressivo da Yopa do mercado brasileiro, com as embalagens passando a exibir exclusivamente a logomarca da Nestlé.

Segmento de picolés

Embora a estratégia tenha sido bem-sucedida para a Nestlé, a marca Yopa continua presente na memória coletiva, sendo lembrada por sua abordagem criativa e inovadora no cenário dos sorvetes. A transição não apenas consolidou a posição da Nestlé no mercado brasileiro de sorvetes, movimentando bilhões de reais anualmente, mas também contribuiu para a geração de empregos diretos e indiretos em todo o país.

No setor de sorvetes, embora dominado por grandes empresas como a Nestlé, observa-se uma constante evolução, com novas tendências de consumo, como a crescente preferência por picolés em ambiente doméstico, indicando caminhos inovadores e oportunidades de expansão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.