Bolsa Família tem alerta para inscritos com NIS 5, 6, 7, 8, 9 e 0

Iniciado no dia 18, os pagamentos do Bolsa Família continuam. Além dos R$ 600 garantidos, outros benefícios adicionais podem ser acrescentados

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de outubro de 2023 começou a ser executado no dia 18, trazendo alívio e segurança financeira para milhões de famílias em situação de vulnerabilidade. Este programa social, que é uma das iniciativas mais importantes no combate à pobreza no Brasil. O Bolsa Família é conhecido por proporcionar uma renda mínima mensal de R$ 600,00 às famílias beneficiárias.

O alcance do programa é impressionante, com o governo planejando beneficiar 21,9 milhões de famílias brasileiras. Isso representa um investimento substancial de R$ 13,38 bilhões para apoiar essas famílias e melhorar suas condições de vida.

Pagamentos do Bolsa Família

Os pagamentos do Bolsa Família seguem um cronograma específico que ocorre nos últimos 10 dias úteis de cada mês. A organização desse calendário é baseada no número de identificação social (NIS) de cada beneficiário. Para outubro de 2023, o calendário de pagamentos é o seguinte:

  • NIS finais 1, 2, 3 e 4: Já foram pagos;
  • NIS final 5: 24 de outubro;
  • NIS final 6: 25 de outubro;
  • NIS final 7: 26 de outubro;
  • NIS final 8: 27 de outubro;
  • NIS final 9: 30 de outubro;
  • NIS final 0: 31 de outubro.

Benefícios adicionais do programa

Além dos pagamentos regulares, o programa Bolsa Família inclui o benefício chamado Auxílio Gás, que permanece no valor inalterado de R$ 106. Esse benefício é fornecido a mais de 5,3 milhões de famílias a cada dois meses. Esse valor corresponde a 100% do custo médio nacional de um cilindro de gás de cozinha com capacidade para 13 quilos.

O programa é composto por quatro benefícios centrais, mas também inclui outros benefícios importantes que atendem a diversas necessidades das famílias beneficiárias. Estes benefícios são:

  1. Benefício de Renda de Cidadania (BRC): proporciona R$ 142 por membro da família.
  2. Benefício Complementar (BCO): é um pagamento adicional para garantir um montante mínimo de R$ 600 por família.
  3. Benefício Primeira Infância (BPI): consiste em um suplemento de R$ 150 por criança com menos de sete anos.
  4. Benefício Variável Familiar (BVF): inclui um acréscimo de R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes com idade entre 7 e 18 anos.
  5. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): é um adicional de R$ 50 para cada membro da família com menos de sete meses (nutriz).
  6. Benefício Extraordinário de Transição (BET): destinado a situações específicas, garantindo que nenhum beneficiário receba menos do que recebia no programa anterior (Auxílio Brasil). Este benefício será concedido até maio de 2025.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.