Idosos podem Viajar Sem Pagar Nada pelo Brasil: Descubra como

Confira os critérios e como conseguir o acesso gratuito a viagens interestaduais.

Idosos de todo o país podem aproveitar a oportunidade de viajar de graça através da “Carteira da Pessoa Idosa”, que possibilita gratuidade em transporte interestadual. Assim, se você tiver mais de 60 anos pode ter acesso a esse direito, desde que cumpra alguns critérios. Entenda se pode e como solicitar o benefício.

Para conseguir fazer viagens interestaduais sem pagar nada, é necessário possuir 60 anos ou mais e também estar inscrito no CadÚnico, Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Além disso, ainda é necessário possuir renda de até 2 salários mínimos para acessar o benefício. Segundo o Estatuto da Pessoa Idosa (Lei nº 10.741/2003), está previsto o acesso gratuito a viagens entre estados ou, no mínimo, 50% de desconto no valor original da passagem.

Contudo, para conseguir utilizar esse direito, é necessário que a pessoa idosa comprove que atende aos critérios citados.

Como os idosos podem conseguir o benefício?

Para conseguir o benefício é preciso, primeiramente, ir a um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) para que seja emitida a Carteira Nacional da Pessoa Idosa. Também é possível conseguir o acesso ao benefício, no momento de reivindicar a passagem, com um comprovante de renda que mostre que o valor da renda é de até 2 salários mínimos, apresentando ainda um documento de identidade.

Se preferir emitir a Carteira Nacional do Idoso online, será preciso possuir uma Conta Gov.br, acessar o site clicando aqui e iniciar o cadastro para emitir a Carteira. Além desse benefício, a pessoa de baixa renda inscrita no Cadastro Único pode conseguir acesso a vários outros programas sociais, como:

  • Minha Casa, Minha Vida; 
  • Identidade Jovem (ID Jovem); 
  • Isenção da taxa de inscrição do Enem; 
  • BPC – Benefício de Prestação Continuada; 
  • Auxílio Gás; 
  • Bolsa Família
  • Tarifa Social de Energia Elétrica; 
  • Programas Cisternas; 
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda; 
  • Telefone Popular; 
  • Isenção de Pagamento da Taxa de Inscrição em Concursos Públicos; 
  • Crédito Instalação; 
  • Carta Social; 
  • Serviços Assistenciais; 
  • Programa Brasil Alfabetizado; 
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural; 
  • Programa Nacional de Reforma Agrária; 
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário; 
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti); 
  • Água para Todos; 
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental); 
  • Bolsa Estiagem. 
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.