Quem ganha um salário mínimo pode receber o Bolsa Família 2023?

Nesta matéria, você descobre a resposta para uma das dúvidas mais frequentes sobre o programa social

Como é de conhecimento geral, o Bolsa Família é um dos principais programas de cunho social do país, uma vez que seu objetivo é garantir que famílias menos favorecidas financeiramente possam ter uma vida mais digna. Para isso, o Governo Federal, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e Caixa Econômica Federal (CEF) contemplam os segurados com pensões.

Para assegurar os repasses, os beneficiários precisam atender uma série de requisitos, bem como ter os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico). Apesar de ter regras bem definidas, o programa ainda gera diversas dúvidas, uma delas é se o cidadão que recebe um salário mínimo pode ser contemplado com o auxílio governamental. Pensando nisso, nesta matéria, vamos sanar esta dúvida.

Afinal, quem tem direito ao Bolsa Família?

Para ingressar no programa de transferência de renda, a regra principal é que a renda de cada pessoa do núcleo familiar seja de, no máximo, R$ 218 mês. Sendo assim, caso um membro da família receba um salário mínimo (R$ 1.320), e sua família seja composta por seis pessoas, por exemplo, a renda por cabeça é de R$ 217. Ou seja, está abaixo do teto imposto pelo Bolsa Família e, consequentemente, tem o direito de receber o benefício.

Como fazer a inscrição no programa?

Como mencionado há pouco, o primeiro passo é estar inscrito no CadÚnico, com todos os dados corretos e atualizados. O cadastramento é fundamental e pode ser feito em postos de atendimento da assistência social dos municípios, popularmente conhecidos como CRAS (Centro de Referência da Assistência Social). Vale lembrar que é preciso estar munido do CPF ou do título de eleitor.

É importante destacar que, mesmo inscrita no CadÚnico, a família não é contemplada imediatamente pelo Bolsa Família. Isso porque, todos os meses, o Governo Federal identifica, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas e que começarão a receber o benefício.

Concessão do benefício

Neste sentido, os novos segurados do Bolsa Família vão receber uma carta, enviada pela Caixa, no endereço informado no CadÚnico. Portanto, assim que são aprovados, os beneficiários já começam a receber as cartas de notificação. Em determinadas cidades, os Correios podem demorar um pouco mais para chegar. Também é possível fazer a consulta no aplicativo do programa (disponível para Android e iOS).

Opções para saque do benefício

Por fim, mas não menos importante, é hora de saber como sacar o montante concedido pelo Bolsa Família. Lembrando que é preciso ter recebido a carta de confirmação do Governo Federal para conseguir receber o auxílio. Dito isso, veja quais são os locais que possibilitam o saque da quantia:

  • 1. Agências da CEF, postos de atendimento bancários ou postos avançados de atendimento;
  • 2. Unidades lotéricas;
  • 3. Correspondentes Caixa Aqui;
  • 4. Terminais de autoatendimento;
  • 5. Unidades itinerantes.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.