Como funciona o saque-aniversário do FGTS 2022? Confira tudo que precisa saber

0

O saque-aniversário é uma das modalidades de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e permite ao trabalhador realizar o saque de parte do saldo de sua conta, anualmente, no mês de seu aniversário.

A modalidade, que foi instituída em 2019 através da Lei 13.932, é opcional, ou seja, é mais uma opção para o trabalhador sacar os valores todos os anos mas, caso o trabalhador não queira, ele poderá permanecer no saque-rescisão, modalidade de saque padrão.

Da mesma forma, caso o trabalhador opte pelo saque-aniversário e não efetue o saque do benefício entre o mês de seu nascimento e os dois meses seguintes, o dinheiro voltará automaticamente para a conta do fundo de garantia do trabalhador, ficando disponível para futuros saques.

Entretanto, é necessário levar em conta que quem opta pelo saque-aniversário perde direito ao saldo total da conta em caso de demissão sem justa causa, podendo receber apenas a multa de 40% sobre o valor do FGTS deste último trabalho

Empréstimo Consignado Auxílio Brasil

Sacar o valor é um bom negócio?

Caso o trabalhador receba R$1.000 do saque-aniversário do FGTS e aplique pelo período de cinco anos em um ativo de renda fixa prefixado com rentabilidade de 15% ao ano, verá o valor inicial se tornar R$1.750 no fim do prazo, dando ao trabalhador R$750 de rendimento.

Um rendimento muito acima do atual, pois as contas do FGTS rendem cerca de 3% ao ano, e caso o mesmo valor fosse deixado parado pelo mesmo período de cinco anos na conta do FGTS, ele renderia apenas R$157,50 passando para R$1.157,50.

Por conta disso, especialistas explicam que a troca da rentabilidade vale a pena em todos os cenários para os investidores, mas defendem o estudo das opções na hora de escolher o melhor ativo.

Quanto posso receber do FGTS?

O trabalhador que opta pelo saque-aniversário recebe um valor calculado com base numa porcentagem do saldo total das contas ativas e inativas do FGTS onde quanto maior o saldo, menor o percentual disponibilizado para saque, confira:

  • Trabalhadores com saldo até R$500 podem sacar metade do valor;
  • Trabalhadores com saldo entre R$500,01 e R$1.000 podem sacar 40% mais R$50;
  • Trabalhadores com saldo entre R$1.000,01 e R$5.000 podem sacar 30% mais R$150;
  • Trabalhadores com saldo entre R$5.000,01 e R$10.000 podem sacar 20% mais R$650;
  • Trabalhadores com saldo entre R$10.000,01 e R$15.000 podem sacar 15% mais R$1.150;
  • Trabalhadores com saldo entre R$15.000,01 e R$20.000 podem sacar 10% mais R$1.900;
  • Trabalhadores com saldo maior do que R$20.000 podem sacar 5% mais R$2.900.

Ou seja, um trabalhador com R$1.500 de saldo no FGTS vai poder sacar um percentual disso, 30% (R$450), mais uma parcela adicional de R$150, podendo sacar portanto R$600. 

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Empréstimo do Auxílio Brasil não saiu por isso Empréstimo consignado do Auxílio Brasil travou por esse motivo Consulta Auxílio Gás junho liberada no aplicativo Calendário Auxílio Brasil abril 2022 começa nesta semana Empréstimo consignado do Auxílio Brasil e BPC segue indefinido