Com juros 3 vezes maior que o mercado empréstimo do Auxílio Brasil pode gerar problemas

0

O empréstimo consignado para beneficiários do Programa Auxílio Brasil foi sancionado nessa semana, mas famílias podem ter problemas com as taxas de juros oferecidas.

Algumas financeiras já oferecem o pré-cadastro para os beneficiários fazendo simulações com taxas que chegam a 5,85% ao mês, quase 100% ao ano, valor muito acima dos praticados pelo mercado, veja:

  • Juros médios do consignado para funcionário público: 1,66% ao mês;
  • Juros médios do consignado para aposentado e pensionista do INSS: 1,96% ao mês;
  • Juros médios do consignado para trabalhador do setor privado: 2,47% ao mês;
  • Juros cobrados em simulações para beneficiários do Auxílio Brasil: de 3,29% ao mês a 5,85% ao mês.

Os valores que já estão sendo anunciados para beneficiários do Auxílio Brasil são até 3 vezes maiores do que a média para outras categorias de clientes, podendo resultar no endividamento das famílias.

Empréstimo Consignado Auxílio Brasil

Juros altos

O empréstimo consignado é aquele que é oferecido ao cliente tendo como garantia de pagamento o desconto das parcelas diretamente na folha de pagamento, e no caso dos beneficiários do Auxílio Brasil, os descontos serão feitos no benefício recebido mensalmente, dando aos bancos e financeiras a garantia de recebimento.

Portanto, as taxas de juros desse empréstimo costumam ser baixas já que elas são definidas de acordo com o risco de calote e, como nesse caso os pagamentos são garantidos, é natural que as taxas sejam menores do que outras modalidades de empréstimos.

Cabe apenas ao beneficiário ficar de olho nesses detalhes, já que, de acordo com a lei, as empresas são obrigadas a entregar ao cliente um demonstrativo com as taxas de juros cobradas, valor contratado e valor final pago, sendo responsabilidade do beneficiário levar esses valores em consideração antes de realizar a contratação.

O consignado do Auxílio Brasil

De acordo com a Lei N° 14.431, de 3 de agosto de 2022, famílias beneficiárias do programa de transferência de renda poderão autorizar o desconto de até 40% do valor que recebem mensalmente do governo para pagar as parcelas do empréstimo.

O texto da lei não definiu as regras que deverão ser seguidas pelas empresas ao oferecerem o empréstimo consignado, como taxas de juros e em quantas vezes será possível efetuar os pagamentos, sendo necessário aguardar a regulamentação do Ministério da Cidadania, que deverá definir esses detalhes.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais

Empréstimo do Auxílio Brasil não saiu por isso Empréstimo consignado do Auxílio Brasil travou por esse motivo Consulta Auxílio Gás junho liberada no aplicativo Calendário Auxílio Brasil abril 2022 começa nesta semana Empréstimo consignado do Auxílio Brasil e BPC segue indefinido